quinta-feira, 16 de março de 2017




Aconteceu nesta quarta-feira (15) a reunião entre a Chapecoense e as famílias da vítimas do acidente aéreo ocorrido em 29 de novembro de 2017. No encontro, o clube disse aos familiares que a seguradora propôs o pagamento de indenização individual e igualitária de U$$ 200 mil (R$ 620 mil) diante da assinatura de um termo de quitação de dívida. No entanto, o acordo foi negado. "Ninguém vai aceitar, teria de ser uma decisão coletiva. Não vai acontecer", disse uma das viúvas presentes.

O familiares ciriticaram a posição do clube diante da situação. "A Chapecoense que existia não existe mais. Éramos uma família", declarou Aline Machado, viúva do zagueiro Filipe Machado. Outros familiares, que não quiseram se identificar, questionaram o valor oferecido pela resseguradora, que representa cerca de metade do valor da apólice de seguro da LaMia (U$ 12,8 milhões dividido por 64 famílias). "Por que pagar U$ 200 mil e não exercer o seguro de U$ 25 milhões? Eles querem pagar um valor que não condiz com a cobertura", disse um deles. (Metro1)


Comentários da Notícia: