• Com provas, empresário de Amargosa afirma que vereadora Viviane Santana mentiu em acusações e pede retratação

    Repórter: AmargosaNews.com
    Publicado: sexta-feira, 17 de março de 2017
    A- A+


    A vereadora de Amargosa Viviane Santana, publicou em seu perfil no Facebook na tarde desta quarta-feira(15), acusações de que a Prefeitura de Amargosa, através de licitação, estaria pagando a empresa vencedora,  um valor maior pelo litro da gasolina do que o encontrado nos postos de combustíveis locais, caracterizando super-faturamento (veja aqui). O empresário Assuero Neto, vencedor da licitação,  prova que a vereadora está errada, e pede retratação.

    Segundo a Edil, a prefeitura de Amargosa está pagando o valor de R$ 3.80 pelo litro da gasolina, e, no próprio posto de combustível da empresa vencedora da licitação da prefeitura, o valor na bomba estaria mais baixo do que o licitado. " Só a prefeitura de Amargosa está pagando mais caro, isso com o dinheiro do cidadão. " disse.

    Com provas, o empresário rebate as acusações e afirma que prefeitura paga o valor atualizado, o mesmo encontrado nas bombas de combustíveis, de RS3,59, e que o valor muda conforme a variação do preço no mercado, como o valor do combustível caiu em todo país, o valor pago pela prefeitura foi atualizado, e também foi reduzido. O empresário afirma que a vereadora foi infeliz em tais acusações, pois não procurou se informar sobre o fato, gerando uma mentira.

    De acordo com o empresário, a licitação foi realizada em Janeiro, quando o valor do combustível estava a R$ 3,82 no posto de combustível da empresa vencedora, e em vários postos do município. Com cópias de Notas Fiscais em mãos, o empresário mostra que a vereadora errou ao afirmar que a prefeitura paga mais caro pelo combustível.  " Após a redução do valor, a Prefeitura ainda não efetuou pagamentos, e o valor cobrado é atualizado para o mesmo encontrado nas bombas de combustíveis. As falsas acusações de teor político usa o nome de nossa empresa, e gerou um grande desconforto entre nossos familiares e amigos, além de série de acusações de fraude, insinuando que nós estaríamos usurpando o dinheiro público. Nossa empresa sempre pautou a ética e a legalidade em nosso trabalho. Colocamos nossos valores pessoais acima de qualquer bem material, e não vamos baixar a cabeça." desabafou o empresário.


    Nossa reportagem consultou o valor licitado pela Câmara Municipal para abastecer sua frota de veículos, e foi constatado que é um valor próximo ao licitado pela prefeitura, de R$ 3,76. O empresário convocou a imprensa e marcou uma reunião com a vereadora no plenário da câmara na manhã desta sexta-feira(17), porém, segundo o empresário, mesmo após confirmar presença, a vereadora não compareceu.

    Da Redação AmargosaNews.
  • Comentários