sexta-feira, 31 de março de 2017




A técnica de enfermagem Suely dos Santos, 43 anos, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva nesta quinta-feira (30). Ela é acusada de jogar ácido muriático ou clorídrico, substância altamente corrosiva, no marido e na suposta amante dele, na última segunda-feira (27), no bairro de Castelo Branco, em Salvador. O motorista de táxi onde as duas vítimas estavam também pode ter sido atingido.

Suely foi presa logo após o incidente por uma equipe da 10ª Delegacia Territorial (DT/ Pau da Lima). O pedido de conversão da prisão, concedido nesta quinta, ocorreu após solicitação do delegado titular da unidade, Fábio Luís Silva. Ela foi encaminhada ao sistema prisional.

Por causa do episódio, o companheiro de Suely teve o rosto queimado e parte da visão comprometida. Já a mulher que o acompanhava teve braços, costas, pernas e abdômen atingidos pelo ácido. Os dois foram encaminhados ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não têm previsão de alta. Não há detalhes sobre o estado de saúde do taxista. (Metro1)

Comentários da Notícia: