sábado, 18 de março de 2017




O presidente da Netflix, Reed Hastings, garantiu que a empresa não vai alterar o custo do pacote mensal pelo uso do serviço no Brasil, mesmo com a cobrança de 2% de ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). A tributação foi sancionada em dezembro de 2016 pelo presidente Michel Temer.

"Nós vamos pagar [o ISS], não será repassado aos nosso clientes. Estamos no Brasil há cinco anos e pagamos os tributos. Faremos o mesmo. Não haverá aumento na mensalidade", disse Hastings. O presidente também ironizou o sistema tributário brasileiro. "Qual das taxas? Existem muitas taxas no Brasil (risos)", declarou.

Além de Netflix e Spotify, Deezer, HBO Go e a recém-chegada Amazon Prime Vídeo também foram afetados pela mudança na cobrança do ISS. O governo ainda está estudando a incidência de um novo imposto sobre os serviços, que pode ser repassado aos consumidores. (Metro1)

Comentários da Notícia: