quinta-feira, 16 de março de 2017


A Receita Federal divulgou que, na Bahia, o principal motivo que levou os contribuintes baianos a terem retenção na malha fiscal do Imposto de Renda em 2016 foi a omissão de rendimentos do titular e dos dependentes, correspondendo a 43,6% das declarações retidas. O balanço foi divulgado nesta quinta-feira (16). Segundo a Receita, o segundo motivo que levou à retenção foram as despesas médicas (20,4%). A terceira justificativa foi de imposto retido na fonte sem a declaração do empregador. Até as 17h desta quinta-feira, foram recebidas 156.522 declarações do IR 2017 em todo o estado. A expectativa é de que sejam entregues até o final do prazo cerca de 1.150.000 documentos na Bahia. O recebimento começou no dia 2 de março e termina no dia 28 de abril. A entrega da declaração do Imposto de Renda 2017 pode ser feita pela internet, com o programa de transmissão da Receita Federal (Receitanet), online (com certificado digital), na página do próprio Fisco, ou por meio do serviço "Fazer Declaração", disponível para tablets e smartphones. Não é mais permitida a entrega do IR via disquete nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal. A entrega do documento via formulário foi extinta em 2010. As restituições começam a ser pagas em 16 de junho, e seguem até dezembro, para os contribuintes cujas declarações não caíram em malha fina. Segundo a Receita, a multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo correspondente a 20% do imposto devido. Ainda conforme o órgão, os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, também receberão mais cedo as restituições do Imposto de Renda. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade.

Comentários da Notícia: