terça-feira, 14 de março de 2017


Em defesa da aprovação da reforma da Previdência em sua versão original, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a luta por tratamento igualitário empreendida pelas mulheres deve valer também para a reforma da Previdência. "É um pleito também das mulheres há muitos anos, que é exatamente não ser tratada de forma diferente dos homens", disse, para completar: "As mulheres têm um pleito histórico de um equilíbrio na relação de gênero em todos os temas da sociedade, também na idade mínima. Quando se exige maior participação da mulher no mercado de trabalho, na política, quando você quer caminhar para esse equilíbrio, tem que ser equilíbrio para tudo". Maia faz menção às críticas feitas à proposta do governo, que prevê regras iguais de aposentadoria para homens e mulheres, com idade mínima de 65 anos para aposentadoria, além ao menos 25 anos de contribuição. "Mais de 65% dos brasileiros entende que a idade de homens e mulheres tem que ser a mesma”, afirmou o parlamentar. O democrata afirmou ainda que se mantém a expectativa de aprovar o texto no plenário da Câmara até o fim de abril deste ano, com consequente aprovação no Senado até o fim do primeiro semestre.

Comentários da Notícia: