• Secretaria da Educação do Estado realiza inscrições para inserção dos jovens no Primeiro Emprego

    Repórter: AmargosaNews.com
    Publicado: terça-feira, 21 de março de 2017
    A- A+


    A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, através do Programa Primeiro Emprego, está promovendo a ampliação de oportunidades de inserção de jovens no mundo do trabalho formal. Para participar do programa e ter a primeira experiência profissional, os estudantes que estão concluindo os cursos técnicos de nível médio e egressos, até o ano de 2015, da rede estadual de Educação Profissional, devem se inscrever no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), disponibilizando dados como telefone, e-mail e endereço. A outra alternativa para se cadastrar no Primeiro Emprego é ir direto na unidade escolar onde está matriculado ou concluiu o curso técnicos de nível médio.

    A inscrição é essencial para que os estudantes sejam contratados. A convocação para as vagas é feita pelo SineBahia, através de publicação no Diário Oficial. O convocado também é acionado por telefone. Depois, o SineBahia encaminha os técnicos para os órgãos e empresas participantes do Primeiro Emprego. Os empregos serão oferecidos na área de estudo de cada jovem, tanto em órgãos públicos quanto na iniciativa privada.

    Seleção - O programa é promovido pelo Governo do Estado e representa uma ação social de combate ao desemprego dos jovens. Além da oportunidade de trabalho, também melhora o aprendizado, pois o preenchimento das vagas depende do desempenho escolar dos estudantes. Eles são selecionados por curso e município com base em um ranking, de acordo com a performance escolar durante a formação profissional.

    A técnica em Administração Leice Monique de Freitas, 21 anos, já está trabalhando na área através do programa. Ela se formou em 2015, no Centro Estadual de Educação Profissional em Alimentos e Recursos Naturais Pio XII (CEEP), em Jaguaquara (337 km de Salvador), no Centro-Sul baiano. “É muito bom poder atuar na área e colocar em prática tudo o que aprendi. Esta é uma grande oportunidade, porque estou trabalhando na minha própria cidade e na secretaria do CEEP, onde me formei”, afirma.

    A meta do programa é oferecer nove mil vagas até 2018. Até agora, quase quatro mil jovens já foram convocados. A remuneração nas instituições privadas é a partir de um salário mínimo. Nos órgãos estaduais, além do salário mínimo, o contemplado tem direito a benefícios como plano de saúde (Planserv), vale-transporte e alimentação. Em ambos os casos, os estudantes terão suas Carteiras de Trabalho assinadas e todos os direitos garantidos.

    Acesse todas as informações sobre o cadastramento no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br/primeiroemprego).
  • Comentários