segunda-feira, 20 de março de 2017



Na manhã desta segunda-feira (20), servidores técnicos e administrativos da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), paralisaram as atividades com o objetivo de reivindicar reajuste salarial através da reposição inflacionária. De acordo com Daiane Alcântara, presidente Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau (Sintest - BA), a paralisação foi deliberada em assembleia da categoria desde o dia 9 de março e está acontecendo nos campus da Universidade do Estado da Bahia (Uesb), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Ela afirmou que em 2015 os servidores sofreram com o corte do adicional de insalubridade e em 2016 não houve o mínimo de reajuste. “A gente não está pedindo o reajuste acima do percentual.


É apenas a reposição inflacionária e o governo nos nega. A maioria dos servidores está aqui com o salário base de R$ 796, abaixo do mínimo. Nós tivemos duas reuniões com a Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb), mas eles fingem que vão negociar e não atendem absolutamente nada. Ficaremos a semana inteira, até sexta-feira quando teremos uma rodada de avaliação com o movimento”, afirmou. Segundo a sindicalista, cerda de 700 servidores da Uefs estão com as atividades paradas. (Acorda Cidade)

Comentários da Notícia: