segunda-feira, 13 de março de 2017




Os cursos de graduação em Jornalismo e Psicologia da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) alcançaram o conceito 4, numa escala em que a nota máxima é 5, na avaliação de recredenciamento feita pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC). A nota foi conhecida na edição do dia 08 de março do Diário Oficial da União.

A avaliação dos cursos de graduação foi realizada levando em consideração o resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e do Conceito Preliminar de Cursos (CPC). A Universidade também alcançou o conceito 4 no Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC), tendo ainda melhorado sua pontuação para o índice de 3,0214 no IGC contínuo, calculado com base no CPC.

Esses índices estão numa faixa considerada pelo MEC como um nível aceitável de prestação de serviços de educação. Já as avaliações abaixo de 3 são consideradas insatisfatórias.

Segundo o MEC, os indicadores de qualidade da educação superior envolvem oConceito Enade; Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Eles mantêm relação direta com o Ciclo Avaliativo do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e, portanto, são avaliados segundo as áreas de avaliação vinculadas a um dos três ciclos. Em 2015, foram avaliados os bacharelados nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e áreas afins e os Eixos Tecnológicos em Gestão e Negócios, Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design.

Enade - Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados e é um dos indicadores de qualidade da educação superior, que também leva em consideração o corpo docente e infraestrutura da instituição.

O exame é obrigatório para os alunos selecionados e condição indispensável para a emissão do histórico escolar. A primeira aplicação ocorreu em 2004 e a periodicidade máxima da avaliação é trienal para cada área do conhecimento. (ASCOM-UFRB)

Confira os indicadores.

Comentários da Notícia: