sábado, 15 de abril de 2017



Responsáveis pelas mortes do policial militar da reserva Tayrone Carlos da Silva e do investigador Agnaldo Almeida, os assaltantes Adenílson Raí dos Santos, o Ray, de 22 anos, e Rodrigo Silva Santos, o Titio, de 26, foram apreendidos pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). Os dois, que são tio e sobrinho, cometeram o crime em agosto de 2016, em um assalto a ônibus, no quilômetro 608 da BR-324. Na ocasião, o passageiro Adson Reis Freitas Júnior também ficou ferido. O investigador foi agredido pelos assaltantes com golpes de faca e baleado duas vezes na cabeça. Já Tayrone, na tentativa de defender o policial civil, acabou atingido com tiros em várias partes do corpo. As armas dos policiais, um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 380, também foram roubadas pelos criminosos. Com mandado de prisão temporária em aberto, os assaltantes foram localizados por equipes da Força-Tarefa da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) em Campinas, São Paulo, no último dia 6. Tio e sobrinho, que já têm passagem por roubo, desembarcaram em Salvador, na noite de quarta (12). Agora, a dupla vai responder pelos crimes de roubo qualificado, homicídio e tentativa de homicídios. Eles já foram encaminhados ao sistema prisional. (BahiaNotícias)

Comentários da Notícia: