sábado, 15 de abril de 2017



O grupo extremista Estado Islâmico (EI) negou que tenha perdido homens no ataque realizado pelos Estados Unidos nesta quinta-feira (13) no Afeganistão. Em nota divulgada nesta sexta (14) por meio da agência de notícias Amaq, o EI assegurou que não houve "nenhum morto nem ferido após o ataque americano em Nangarhar com um míssil de tipo GBU-43/B". Mais cedo, o porta-voz do Ministério de Defesa afegão, Muhammad Radmanish, afirmou que pelo menos 36 membros do EI morreram e uma importante instalação da organização radical foi destruída em razão do ataque. O bombardeio americano foi feito com a chamada "mãe de todas as bombas", batizada oficialmente de Massive Ordnance Air Blast (MOAB). Ela foi criada no início do século e é considerada a bomba não-nuclear mais potente já usada. (BN)

Comentários da Notícia: