domingo, 2 de abril de 2017


A pesquisa clínica com a “pílula do câncer”, a fosfoetanolamina sintética, foi suspensa pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp). A primeira instituição a realizar os testes em humanos, apontou que os estudos não apresentaram resultados significativos da eficácia do tratamento com a pílula. O estudo analisou 72 pacientes com dez tipos de câncer diferentes. Dos pesquisados, 59 passaram por reavaliação da evolução da doença. Porém, só uma pessoa teve a redução do tumor. “É um número muito ruim, considerando a expectativa que havia ao redor do produto. Neste momento, nós avaliamos que não seria eticamente recomendável manter a inclusão de pacientes em um estudo cujos resultados estão muito aquém do esperado”, disse Paulo Hoff, segundo informações do Estadão.

Comentários da Notícia: