terça-feira, 4 de abril de 2017




O Internacional-RS vai tentar na Justiça brigar para garantir uma vaga na Série A do Campeonato Brasileiro 2017. Com uma equipe de advogados brasileiros e estrangeiros, o clube gaúcho tentará apresentar provas que comprovem uma possível irregularidade de documentos envolvendo a negociação do zagueiro Victor Ramos pelo Vitória, em 2016. O Inter vai apresentar sua versão aos juízes da Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), máximo tribunal esportivo, com sede em Lausanne, na Suíça.

O julgamento também vai ser acompanhado de perto pelo diretor do departamento jurídico do Vitória, Augusto Vasconcelos, e por uma assessoria de um escritório especializado em assuntos do CAS, contratado pelo rubro-negro.

'O Vitória está empenhado no assunto e consideramos que o clube não praticou ato irregular. O clube tem adotado todas as medidas para impedir qualquer revés neste julgamento. Achamos absurda a postura do Internacional de tentar reverter o resultado em campo através de uma manobra jurídica. Acreditamos que o CAS vai manter o Vitória na Série A, pois o clube não praticou irregularidade', disse Vasconcelos.

O time gaúcho foi rebaixado no fim do Brasileirão do ano passado. No entanto, desde então, o Colorado vem alegando que o Vitória entrou em campo com o jogador Victor Ramos de forma irregular, depois de não o registrar como uma transferência internacional. Se isso for comprovado, o Leão da Barra poderia ser punido com a perda de pontos e, assim, entraria na lista dos rebaixados, no lugar do Inter. (Metro1)

Comentários da Notícia: