sexta-feira, 7 de abril de 2017



A polícia da Índia tenta identificar parentes ou conhecidos de uma menina que aparentemente vivia com um bando de macacos na floresta em Uttar Pradesh, no Norte do país, conforme reportagem publicado no site BBC Brasil nesta sexta-feira (7). Para isso, autoridades vasculham listas de crianças desaparecidas.

Um policial, Suresh Yadav, contou à BBC que, quando foi encontrada, a menina, que aparente ter entre 8 e 10 anos de idade, brincava com macacos e imitava seu comportamento. Ela teria sido avistada por moradores de um vilarejo na reserva natural de Katarniaghat, próximo da fronteira com o Nepal.
Não se sabe há quanto tempo ela estava nesta situação.

Os macacos, inclusive, teriam atacado a equipe que resgatou a menina e a levou a um hospital. A menina estava desnutrida, tinha cabelos e unhas longos e apresentava ferimentos a arranhões pelo corpo, conforme a reportagem da BBC.

A garota não fala, apresenta um comportamento semelhante ao de símios, ao guinchar e andar "de quatro", e ainda está no hospital, onde recebeu a visita de autoridades. O estado dela é considerado bem melhor do que quando foi resgatada. Ao receber alta médica, ela será entregue a assistentes sociais e especialistas para que seja reintroduzida aos poucos na sociedade.

Ela vem sendo chamada de "Durga da Floresta", uma referência a uma deusa guerreira hindu, e comparada a Mogli, personagem de O Livro da Selva (1894), de Rudyard Kipling.

Na história, adaptada pela Disney para o cinema, um menino indiano é criado na natureza por um bando de lobos. (BBC Brasil)


Comentários da Notícia: