sexta-feira, 14 de abril de 2017




A sessão da Câmara Municipal de Vereadores de Nova Itarana, na manhã desta quarta-feira, 12, atraiu a participação de muita gente da cidade, que lotou a assistência para ouvir a nutricionista Rose Anne Vilas Boas e as denuncias dos vereadores da Bancada da Oposição, que criticaram o prefeito Antônio Dannilo Italiano de Almeida (PSD), conhecido como Danilo de Zéu, por perseguir e maltratar algumas mulheres servidoras municipais. Revoltados, alguns familiares das trabalhadoras perseguidas protestaram durante a sessão, levando a vereadora presidenta Marilene Teles da Silva (PSD) a suspender os trabalhos, inexplicavelmente, logo após o pronunciamento da nutricionista. Os vereadores protestaram contra a atitude intempestiva da presidenta.

Nutricionista concursada do município desde 2013, e cadastrada junto ao FNDE/MEC, Rose Anne é a responsável técnica pela execução do Programa Nacional da Merenda Escolar (PENAE) e, durante sua fala, denunciou perante os vereadores as irregularidades que podem por em risco a qualidade da merenda e a saúde dos alunos da rede escolar municipal. Ela revelou que a secretária de educação e 1ª Dama, Caroline Damasceno Pires, rejeitou o cardápio da merenda preparado pela nutricionista, e resolveu aplicar um cardápio irregular que própria 1ª Dama concebeu.

Informou Rose Anne aos vereadores, que a divergência do cardápio levou a secretária Caroline a cometer outra irregularidade: determinou o afastamento da nutricionista das atividades e contratou uma substituta, Samara Santos Brandão, que endossou o cardápio irregular, em flagrante desrespeito à profissional concursada e efetivada na função de Coordenadora da Merenda Escolar. Disse Rose, que se limitou a advertir a secretária, entretanto, foi solicitada a retirar-se da secretaria e ameaçada de inquérito administrativo.

Setor desorganizado

Demonstrando estar documentada de todas as providencias, Rose declarou no plenário do Legislativo que a secretária Caroline se negou a receber seus ofícios. Ela alertou que o PENAE disponibilizou uma verba mensal de R$2.090,00, para a merenda de 46 crianças da Creche instalada provisoriamente na Escola Sinval Galvão de Souza, tendo planejado o fornecimento de duas refeições diárias, mas não foram atendidas.

Rose Anne alertou que a chamada pública para aquisição da merenda está em atraso, para 24 de abril, quando era realizada entre janeiro e fevereiro. Pediu o reparo de geladeira, fogão e liquidificadores danificados nas escolas, e ao finalizar convidou os vereadores para fiscalizar a merenda visitando as escolas e o setor, e declarou: “Estou aqui para defender os direitos dos alunos de receber uma merenda de qualidade e também pra defender meus direitos como profissional”.

Comentários da Notícia: