quinta-feira, 20 de abril de 2017




O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), voltou fazer críticas ao projeto de reforma da Previdência proposta pelo presidente Michel Temer, texto que já se encontra em fase final de discussão na Câmara. Calheiros indicou os colegas Hélio José (PMDB-DF) e Rose de Freitas (PMDB-ES) para representar o partido na Comissão Parlamentar de Inquérito da Casa que vai investigar a contabilidade do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), universo de informações indispensável para examinar se há mesmo o alegado deficit da Previdência, um dos pilares do texto de Temer.

A CPI foi proposta pelo senador Paulo Paim (PT-RS), que é contra a reforma previdenciária do governo, e ganhou o apoio de Renan, líder da maior bancada governista no Senado. "A reforma da Previdência não pode uma conta, temos que humanizar a discussão para que possamos fazer os ajustes necessários", disse Renan no plenário nesta quarta-feira (19). (Metro1)

Comentários da Notícia: