quarta-feira, 17 de maio de 2017






O senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB e importante apoiador do governo Michel Temer, está em maus lençois. O empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo JBS, entregou à Procuradoria Geral da República uma gravação na qual o tucano pede R$ 2 milhões para pagar despesas com sua defesa na Operação Lava Jato. As informações foram dadas em primeira mão pelo jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Segundo a reportagem, o encontro entre Aécio e Joesley aconteceu no dia 24 de março, no Hotel Unique, em São Paulo. Anteriormente, a irmã do senador, Andréa Neves, já havia feito uma abordagem ao empresário, tanto por telefone quanto por WhatsApp — cujas mensagens já estão com os procuradores da PGR. (Metro1)

Comentários da Notícia: