quinta-feira, 11 de maio de 2017




A Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), iniciou nesta terça-feira (09) o programa “Educação Física Adaptada”. A ação é coordenada pelas professoras Márcia Cozzani e Cíntia Cardeal, do Centro de Formação de Professores (CFP/UFRB), e também pela professora Débora Feitosa, coordenadora do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência na Educação Infantil (PIBID). O projeto tem como objetivo central a promoção de atividades físicas adaptadas às pessoas com necessidades especiais, com foco no seu desenvolvimento e integração social. Durante todo o ano letivo, as crianças da creche Tia Rachelzinha participarão de atividades que contemplam a estimulação psicomotora e atividades relacionadas ao desenvolvimento motor, trabalhando o equilíbrio, a coordenação motora fina, entre outras capacidades. O projeto acontece duas vezes por semana e abrange crianças de zero a cinco anos, mas a expectativa é que seja ampliado para o ensino fundamental. A Secretária Municipal de Educação, Márcia Batista, afirmou que a iniciativa faz parte de um conjunto de ações planejadas pela prefeitura para a implementação da política da educação especial com perspectiva inclusiva na rede municipal. “Acreditamos que promover essa inclusão desde a primeira infância é fundamental para a construção de um sistema educacional adequado”, ratificou. A rede municipal de educação possui 110 estudantes com necessidades especiais. De acordo com a Superintendente de Educação básica, Juciene Dias, “A educação especial com perspectiva inclusiva tem recebido muita atenção por parte da atual gestão. Dedicamos os primeiros esforços à reorganização das salas de recursos multifuncionais, confecção de materiais didáticos e seleção dos professores de apoio, além da composição de uma equipe qualificada”, afirmou. Ascom Prefeitura de Amargosa

Comentários da Notícia: