quarta-feira, 17 de maio de 2017




Os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (PMDB-CE), respectivamente, encerraram as sessões nas Casas mais cedo nesta quarta-feira (17), apenas minutos após a notícia, divulgada pelo jornal O Globo, de que o dono da JBS, Joesley Batista, gravou uma conversa com o presidente Michel Temer na qual foi discutido e permitido a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Até a última atualização desta reportagem, Temer não havia se pronunciado sobre o assunto. Os presidentes Rodrigo Maia e Eunício Oliveira também não confirmaram que o motivo para o fim das sessões foi a notícia. "Tem que ver primeiro o que é. Estamos tratando disso", afirmou Rodrigo Maia ao ser questionado sobre o assunto. Perguntado se o caso seria grave, ele respondeu apenas: "Pode ser". (Metro1)

Comentários da Notícia: