terça-feira, 16 de maio de 2017



O presidente dos Correios, Guilherme Campos, afirmou, nesta terça-feira (16), que o Plano de Desligamento Incentivado (PDI) foi prorrogado por mais uma semana com os mesmos pré-requisitos que já estavam vigente no programa. A estatal prepara uma reestruturação para tentar levar suas contas de volta ao azul. Atualmente, a empresa soma prejuízo de R$ 4 bilhões de prejuízo. Os alvos do PDI são funcionários do setor administrativo, com salários mais altos e que continuam trabalhando nos Correios apesar de já estarem aposentados. A estatal tem hoje cerca de 110 mil funcionários. Com a saída dos 5,5 mil que aderiram ao PDI, a estimativa é de economia de R$ 700 milhões por ano.

Reestruturação: O PDI foi anunciado pela primeira vez em novembro do ano passado e a empresa também já havia falado sobre o fechamento de agências. Além disso, os Correios devem apresentar ainda neste mês de maio uma proposta de reestruturação que é fundamental para reverter o resultado negativo, segundo o presidente. Em março, o ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou que, se a empresa não promover o "equilíbrio rapidamente", vai "caminhar para um processo de privatização."

Comentários da Notícia: