quarta-feira, 10 de maio de 2017




Cerca de 60 entidades, incluindo organizações da sociedade civil, ambientalistas, indígenas, de direitos humanos e do campo, lançaram hoje (9) uma carta pública contra medidas que, na avaliação do grupo, violam direitos humanos e colocam em risco a proteção do meio ambiente. As críticas se referem a ações do governo federal e da bancada ruralista no Congresso Nacional.

Após o lançamento da carta, as entidades devem atuar junto a frentes parlamentares, jurídicas e de engajamento social, com o objetivo de impedir o que classificam como retrocessos em relação à preservação ambiental e aos direitos humanos.

“Nos últimos anos, as agendas socioambiental, de direitos humanos e de trabalhadores do campo têm sido alvo de ataques sistemáticos por grupos de interesse instalados no Congresso Nacional e no Executivo federal. Nem mesmo direitos garantidos pela Constituição estão a salvo”, diz o documento.

Cerca de 60 entidades, incluindo organizações da sociedade civil, ambientalistas, indígenas, de direitos humanos e do campo, lançaram hoje (9) uma carta pública contra medidas que, na avaliação do grupo, violam direitos humanos e colocam em risco a proteção do meio ambiente. As críticas se referem a ações do governo federal e da bancada ruralista no Congresso Nacional.

Após o lançamento da carta, as entidades devem atuar junto a frentes parlamentares, jurídicas e de engajamento social, com o objetivo de impedir o que classificam como retrocessos em relação à preservação ambiental e aos direitos humanos.

“Nos últimos anos, as agendas socioambiental, de direitos humanos e de trabalhadores do campo têm sido alvo de ataques sistemáticos por grupos de interesse instalados no Congresso Nacional e no Executivo federal. Nem mesmo direitos garantidos pela Constituição estão a salvo”, diz o documento. (Correio)

Comentários da Notícia: