segunda-feira, 29 de maio de 2017




Nesta segunda-feira (29), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, afirmou que o STF não deve resolver "crise política", se referindo ao julgamento que poderá cassar a chapa Dilma-Temer. Esse julgamento será retomado na próxima terça-feira (6).

Ao site G1, Mendes disse ainda que pedir vista em um caso com a complexidade que esse possui é "absolutamente normal". "Há muita especulação na mídia se haverá pedido de vista. Se houver pedido de vista, é algo absolutamente normal", declarou o ministro durante o congresso jurídico da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge), realizado em São Paulo.

Sobre a especulação de pedido de vistas, para que Temer tenha sobrevida, uma vez que está sendo investigado no STF, Mendes afirmou que a corte eleitoral não é "joguete de ninguém", fazendo referência ao Palácio do Planalto.

O julgamento teve início no dia 4 de abril. No entanto, os ministros decidiram que reabririam a etapa para nova coleta de provas e depoimentos de novas testemunhas. (Metro1)

Comentários da Notícia: