terça-feira, 23 de maio de 2017




A defesa de Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), recorreu nesta terça-feira (23) ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo para deixar a prisão. Ela afirmou não ter tido participação nos crimes que lhe são atribuídos e colocou a culpa no irmão.

Andrea foi presa na última quinta-feira (18) pela Polícia Federal por determinação do ministro Edson Fachin. De acordo com sua defesa, ela não pode ser responsabilizada por todos atos ilícitos supostamente praticados por seu irmão.

“A jurisprudência dos tribunais superiores rejeita a tentativa de justificar prisão preventiva de uma pessoa com fundamentos aplicáveis a outra, por violação do princípio pessoalidade da responsabilidade penal, do qual decorre a imperiosa necessidade de individualização da fundamentação da prisão preventiva”, argumentam os advogados. (Metro1)

Comentários da Notícia: