quarta-feira, 10 de maio de 2017




O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será ouvido nesta quarta-feira (10) em Curitiba, pelo juiz federal Sérgio Moro como réu no processo que investiga o pagamento de propina por meio de um triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo. Lula é réu em cinco processos ao todo, três relacionados à Lava Jato. Nessa terça-feira (9), o juiz Nivaldo Brunoni, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), rejeitou pedido da defesa do petista para suspender a ação penal e adiar o interrogatório.

No início da noite, os advogados de Lula entraram com mais três pedidos de habeas corpus, no Superior Tribunal de Justiça (STJ), recorrendo de decisões do TRF-4.

A defesa de Lula pede que Moro se considere impedido de julgar Lula, diz que tem direito de gravar o depoimento com uma equipe independente e mais 90 dias para analisar documentos. Todos esses pedidos foram negados pelo TRF-4. A menos que o STJ acate os pedidos, o juiz símbolo da Lava Jato e o principal líder petista se encontram hoje às 14h em Curitiba.

Será a primeira vez em que Lula e Moro ficarão frente a frente desde o início da Lava Jato, e ocorre em meio a um clima de tensão do lado de fora. Ao menos 20 ônibus com manifestantes a favor do petista desembarcaram na capital paranaense na véspera do depoimento. Há também a expectativa de manifestações contra Lula. (Correio)

Comentários da Notícia: