segunda-feira, 15 de maio de 2017


A oposição ao governador Rui Costa (PT) cogita recorrer à Justiça para tentar barrar o aumento da conta de água. A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) anunciou o reajuste de 8,8% para junho. O deputado Pablo Barrozo (DEM), vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), criticou a medida, por considerar que o percentual é superior à inflação medida em 2016 e calculada nos últimos 12 meses, de6,3% e 4,7%, respectivamente. "O estado controla a Embasa e a Agência Reguladora de Sanemaneto Básico da Bahia (Agersa), que tem o poder de vetar o aumento. O governador vive falando em crise. Disse que não vai dar aumento aos servidores públicos porque não tem dinheiro. E não leva em conta o dinheiro do trabalhador que não tem condição alguma de arcar com o aumento desses, acima da inflação", declarou Barrozo. O parlamentar argumentou também que os serviços prestados pela Embasa são "péssimos" e em Salvador "toda semana" falta água nos bairros. (Informações do Bahia Notícias)

Comentários da Notícia: