terça-feira, 16 de maio de 2017




A Prefeitura de Salvador afirmou, no fim da tarde desta segunda-feira (15), que não há irregularidade na nomeação de Rosalvo Jonas Borges Sales para o cargo de Assessor Especial III, da Subchefia de Gabinete, apesar dele reunir denúncias de corrupção em seu currículo, fraudes em licitações e uma cassação pela Câmara de Vereadores, em 2003.

De acordo com a Prefeitura, o novo subchefe de gabinete teve suas contas aprovadas pela Justiça Eleitoral. "Quando ocupou o cargo de prefeito de Amargosa, foi cassado pela Câmara Municipal em 2013, num julgamento político. Na Justiça, foi inocentado das acusações", diz trecho da nota enviada pela prefeitura de Salvador. (Metro1)

Comentários da Notícia: