segunda-feira, 5 de junho de 2017




Dados divulgados nesta segunda-feira (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apontam uma redução de 5,2% na taxa de homicídios registrados na Bahia. Segundo o levantamento, houve queda: de 41,7 mortos a cada 100 mil habitantes, em 2010 — quando o estado era o quarto do país com mais assassinatos —, para cerca de 39,5 em 2015, caindo para a nona posição. Os dados, que são nacionais, indicam melhoria na segurança do estado.

O Ipea, porém, ressalta que, diante do "exorbitante" número de casos de Mortes Violentas com Causa Indeterminada (MVCI) registrados na Bahia, em São Paulo e Minas Gerais, é necessário adotar cautela na interpretação desta redução. "Provavelmente, os registros oficiais de homicídios nesses estados estejam subestimados", diz o documento. No território baiano, as MVCI são 30,3%.

Entre as trinta cidades apontadas no levantamento com maior taxa de homicídio em 2015, considerando apenas municípios com mais de 100 mil habitantes, 18 se encontram na região Nordeste e nove, na Bahia — Lauro de Freitas (2º), Simões Filho (5º), Teixeira de Freitas (7º), Porto Seguro (9º), Camaçari (15º), Alagoinhas (18º), Eunápolis (19º) e Feira de Santana (30º). Salvador aparece na 55º posição no índice, com taxa de 52,8 homicídios a cada 100 mil habitantes. (Metro1)

Comentários da Notícia: