quarta-feira, 14 de junho de 2017



O cantor Bob Dylan levou seis meses para apresentar seu discurso sobre o prêmio Nobel de Literatura, que recebeu em dezembro de 2016 e, após a divulgação, o cantor está sendo acusado de plágio. A acusação foi feita após uma longa pesquisa da jornalista Andrea Pitzer para a revista “Slate”.

A polêmica começou quando o escritor Ben Greenman fez fez uma postagem em seu Twitter falando sobre uma suposta citação de “Moby-Dick” feita por Dylan, mas que não está no livro de Herman Melville. "Como notou Ben Greenman, Dylan parece ter inventado a passagem de Moby-Dick que ele citou em seu discurso do Nobel”, disse Andrea. Ainda segundo ela, o trecho citado pelo cantor parece ter sido usada em um parágrafo do SparkNotes, popular guia usado por estudantes para encontrar resumo de livros. Intrigada, Andrea começou a pesquisa, comparando os trechos dos livros com as citações de Dylan e fez uma matéria para a “Slate”.

De acordo com a jornalista, entre as 78 citações feitas por Dylan em seu discurso, mais de uma dúzia delas apareceram muito semelhantes aos guias de estudantes. Ela ainda cita que outras palavras citadas pelo cantor com passagens do livro nem constam na obra. Andrea diz, em sua matéria, que tentou contato com Dylan e seus representantes, mas não teve retorno até o fechamento da matéria. (Metro1)

Comentários da Notícia: