terça-feira, 13 de junho de 2017




O ex-gerente da área internacional da Petrobras, Pedro Augusto Cortes Xavier Bastos, foi denunciado nesta segunda-feira (12) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em força-tarefa da Operação Lava Jato.

Bastos foi preso na 41ª fase da operação, em 25 de maio, no Rio de Janeiro, e levado para Curitiba, onde segue apreendido. Ele foi denunciado por receber US$ 4,8 milhões em propina em uma conta offshore na Suíça, em que era beneficiário, segundo informações do portal G1. Ele utilizou-se do cargo para dar suporte técnico para um negócio que envolvia a venda de um campo seco de petróleo em Benin, na África, para a Petrobras, em 2011, mesmo esquema pelo qual o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada já foram condenados, em outro processo da Lava Jato. (Metro1)

Comentários da Notícia: