quarta-feira, 21 de junho de 2017



A montagem do palco instalado no Terreiro de Jesus, no Pelourinho, Centro Histórico de Salvador, foi retomada na tarde desta quarta-feira (21), um dia após a estrutura desabar deixando quatro pessoas que trabalhavam no local feridas. A programação da festa junina no local está mantida. As apresentações começam na tarde de quinta-feira (22).


A Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), que encomendou a motagem do palco para a realização de shows de artistas durante o São João, disse que os trabalhos foram reiniciados após liberação da perícia técnica, realizada pela Polícia Civil, e liberação do alvará da Secretaria de Urbanismo de Salvador (Sucom).


Ainda não há informações sobre as causas do desabamento, mas testemunhas disseram que ventava muito no local no momento do acidente.


A Bahiatursa disse, ainda, que, de acordo com técnicos da empresa responsável pela montagem da estrutura, a instalação do palco deve ser concluída até a manhã de quinta-feira (22). A programação vai até o dia 24.


O órgão ainda destacou que foram adotadas todas as providências necessárias para garantir a retomada da montagem e que espera a pronta recuperação dos operários que sofreram o acidente.


A prefeitura de Salvador informou, em nota, que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) foi quem desinterditou o palco no Terreiro de Jesus, após a empresa responsável pela montagem apresentar um relatório técnico e Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) de um engenheiro habilitado e um documento informando sobre a conclusão da perícia pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).


No relatório, segundo a prefeitura, consta a informação de que a estrutura será desmontada para que seja erguida outra. O documento traz ainda os procedimentos que serão tomados para a desmontagem e montagem do equipamento.


No local, vão se apresentar artistas como Adelmário Coelho, Virgílio, Dorgival Dantas, Carlos Pita, Cicinho de Assis, Del Feliz, Targino Gondim, Geraldo Azevedo e Zelito Miranda. (Informações do G1)

Comentários da Notícia: