domingo, 30 de julho de 2017



A torcida do Bahia conheceu da forma mais amarga o ditado que diz que tabus foram feitos para serem quebrados. Neste domingo (30), o tricolor foi derrotado por 3x1 pelo Sport, na Fonte Nova, e viu a invencibilidade de 28 anos jogando contra os pernambucanos em Salvador chegar ao fim. De quebra, o time aumentou para cinco jogos o jejum de triunfos em casa no Brasileirão.

Jorginho surpreendeu na escalação e promoveu o retorno do meia Régis ao time titular. No ataque, a novidade foi Rodrigão, recuperado de lesão e que fez sua estreia como titular na Fonte Nova. Em campo, Bahia e Sport iniciaram a partida explorando as jogadas em velocidade, mas sem criar grandes chances.

Nos primeiros 15 minutos, o único lance de perigo foi o chute de Zé Rafael que Magrão fez a defesa. Quando chegou ao ataque, o Sport foi letal. Aos 18 minutos, Mendoza perdeu a bola na lateral para Lenis, que levou na linha de fundo e cruzou para Everton Felipe, livre, bater forte, sem chances para Jean.


Atrás no placar, o Bahia foi obrigado a sair para o jogo, mas as tentativas de chegar ao gol de Magrão paravam na marcação pernambucana. O Sport quase chegou ao segundo quando Lenis recebeu sozinho e chutou nas mãos de Jean. Impaciente, a torcida começou a pegar no pé de alguns jogadores e algumas vaias foram ouvidas na Fonte Nova.


Aos 41 minutos, Renê Júnior aproveitou a falta cobrada na área por Zé Rafael e tentou uma bicicleta, mas a bola ficou nas mãos de Magrão. Sem conseguir chegar ao empate na primeira etapa, mais vaias foram escutadas ao apito do árbitro.



No segundo tempo, Jorginho colocou Juninho no lugar de Régis Souza e puxou Matheus Sales para a lateral direita. A mudança fez efeito e o Bahia passou a chegar com mais perigo ao ataque. Aos 11 minutos, Régis fez boa jogada na linha de fundo e cruzou para Zé Rafael. O meia chutou forte, mas Magrão operou um milagre e fez a defesa.



Na base da pressão, o tricolor chegou ao gol. Matheus Sales cruzou na medida e Rodrigão testou sem chances para Magrão. Empate e esperança na Fonte Nova. O gol animou a torcida e o time em campo. Mas quando o Bahia parecia mais perto da virada, veio o banho de água fria. Depois da cobrança de escanteio, Lenis cruzou rasteiro na área e o zagueiro Ronaldo Alves completou para o gol. Mas ainda iria piorar...



Jorginho foi para o tudo ou nada e colocou os meias Gustavo Ferrareis e Vinícius nos lugares de Mendoza e Régis, respectivamente. O tricolor voltou a buscar o gol de empate. Juninho cobrou falta perigosa, mas Lucas Fonseca mandou para fora. O Sport assustou aos 35 minutos, quando Renê Júnior cortou o lance de ataque e acertou a trave.



Aos 44 o Sport teve outra boa chance quando Everton invadiu livre, porém Jean fez grande defesa. O golpe final veio aos 45. Na cobrança de falta errada, Everton Felipe recuperou e rolou para Lenis marcar o terceiro e fechar o placar. A torcida do Bahia, em coro, pediu a saída do técnico Jorginho.



O próximo compromisso do Bahia será na quarta-feira (2), às 19h30, contra a Chapecoense, na Arena Condá.

Comentários da Notícia: