segunda-feira, 10 de julho de 2017



A Polícia Civil (PC) apresentou nesta sexta-feira (7/7) a conclusão do caso de uma quadrilha especializada em roubos a carros-fortes. Durante um dos ataques, que aconteceu na BR-153, em dezembro de 2014, três vigilantes foram mortos entre as cidades de Morrinhos e Goiatuba. De acordo com o delegado Alex Vasconcelos, a investigação durou cerca de dois anos e meio e concluiu que César Almeida de Andrade, conhecido como Alemão, foi o autor dos tiros que atingiu os agentes. O delegado ainda afirmou que Alemão que já morou na cidade de Varzedo na Bahia, estava morando há cerca de seis meses em uma casa no setor Veiga Jardim IV, em Aparecida de Goiânia. Quando os agentes chegaram no local foram recebidos com tiros por Alemão e um dos seus seguranças, Valdenir dos Anjos Martins, que foram mortos durante o confronto na última quarta-feira (5/7). Segundo Alex Vasconcelos, o Alemão, que é portador de necessidades especiais e chefe da quadrilha, é considerado um dos maiores ladrões de carros-fortes do Brasil, sendo procurado em diversos estados do país. O delegado ainda afirmou que a quadrilha estava em Goiás planejando possivelmente um novo crime. Dentro da casa onde aconteceu o confronto foram encontrados armas de fogo, metralhadoras ponto 50, fuzis, explosivos e ainda quase R$ 800 mil reais roubados no dia do ataque aos carros-fortes na BR-153. Ainda de acordo com o delegado Alex, dos seis integrantes da quadrilha, dois estão presos e outros dois foragidos. (Informações e foto: Diaonline)

Comentários da Notícia: