quarta-feira, 12 de julho de 2017



Classificando como uma "perseguição", o ex-ministro, ex-governador e atual Secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), Jaques Wagner (PT), afirmou que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz federal Sérgio Moro é um "absurdo". "Essa condenação sem provas, como ficou claro, é mais um absurdo cometido contra o presidente Lula. Jamais houve na história do Brasil alguém tão perseguido", declarou o petista.

No entanto, segundo Jaques Wagner, a popularidade do ex-presidente só cresce. "Lula resiste: quanto mais o atacam mais cresce seu apoio popular, expresso nas pesquisas. [...]Essa injustiça contra o ex-presidente só nos motiva ainda mais a continuar a luta em defesa de sua inocência e de seu legado", defendeu.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado nesta quarta-feira (12) a nove anos e meio de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância. Segundo a denúncia no caso do tríplex do Guarujá, em São Paulo, a OAS pagou R$ 3,7 milhões em propina a Lula por meio da entrega e reforma do apartamento. Essa é a primeira sentença contra Lula no âmbito da Lava Jato. (Metro1)

Comentários da Notícia: