• Prefeitura ameaça descontar dias parados da folha de pagamento de professores

    Repórter: AmargosaNews.com
    Publicado: quarta-feira, 19 de julho de 2017
    A- A+

    A prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Smed), ameaçou cortar o ponto dos professores pelos dias parados. A categoria decretou 48h de paralisação em reivindicação à pauta de reajuste salarial (veja aqui). De acordo com a titular da pasta, Paloma Modesto, as negociações com a APLB Sindicato, representante dos professores, ainda estão abertas e não há motivo para o movimento prejudicar os alunos. "Com a paralisação de hoje, [os alunos] já perderam 15 dias letivos neste ano em razão de movimentos políticos", afirmou. A Smed disse que o movimento prejudica o andamento do ano letivo e provoca transtornos também aos pais, que muitas vezes não ficam em casa durante o tempo em que os filhos estão na escola. A Smed disse ainda que já houve avanços na negociação com os professores, como na progressão automática dos profissionais do magistério; licença para o aprimoramento profissional a 50 professores simultaneamente; gratificação de estímulo ao aprimoramento; licença prêmio ou especial; processo para realização de concurso público; revisão do processo de eleição para gestores escolares e matrícula da Educação de Jovens e Adultos. (Bahia Notícias)

    Categorias:

    EDUCAÇÃO
  • Comentários