sábado, 1 de julho de 2017




Segundo o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), os eleitores que ainda não realizaram o recadastramento biométrico, poderão faltar ao trabalho para fazer o procedimento. O eleitor que for aos postos ou cartórios da Justiça Eleitoral receberá um atestado de comparecimento e não poderá ter essa data descontada do seu salário.

O recadastramento biométrico é obrigatório e o eleitor que não realizar o procedimento está sujeito ao cancelamento do título. Com o cancelamento do documento, o eleitor pode ter várias sanções, como, restrições no CPF, dificuldades em cadastros para benefícios federais, emissão de passaporte, receber pensão paga pelo governo federal, fazer matrícula na faculdade, entre outras. (Metro1)

Comentários da Notícia: