segunda-feira, 21 de agosto de 2017




Uma criança de 6 anos caiu em uma cisterna de aproximadamente 25 metros de profundidade, localizada no quintal da casa, no bairro São Paulo, em Santo Antônio de Jesus, no último domingo (20). Após o ocorrido, agentes do 16º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) foram acionados através do Centro Integrado de Comunicações (Cicom) e conseguiram salvar Arthur Miguel dos Santos Martins. Na queda o menino conseguiu se segurar em um cano de PVC para evitar a morte por afogamento.

De acordo com o subtenente do 16º GBM, Wan Charles Aragão dos Santos, que é o chefe do setor de Planejamento Operacional e Instrução em Santo Antônio de Jesus, ao receberem o chamado a equipe foi imediatamente deslocada ao local. “Encontramos a família bastante nervosa, mas o subtenente Cosme Bitencourt, que atua no Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual, estava no local a paisana e já vinha acalmando o menino e impedindo que populares tentassem realizar o salvamento sem estruturas”, disse. Após Arthur ser visualizado, a equipe lançou uma boia para o menino enquanto o equipamento de salvamento era montado. “Armamos um tripé e a partir desse momento o sargento BM, Cleudir Nascimento, iniciou a descida em busca da criança que foi retirada com vida”, contou o subtenente.

Ainda segundo o subtenente, a situação era muito complicada, pois a cisterna não tinha estrutura e poderia desabar a qualquer momento. “Com muita técnica ocorreu tudo certo, o trabalho em equipe é fundamental para que acidentes como esses sejam resolvidos da melhor forma. Devolver o menino com vida a família, com certeza, foi também uma benção de Deus”, afirmou. Logo em seguida um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) realizou os primeiros socorros ao garoto.

No último sábado (19), aconteceu um caso parecido no município de Teixeiras de Freitas, no sul da Bahia. Um menino de 3 anos também caiu em uma cisterna no quintal de sua casa, porém, quando a equipe de bombeiros chegou ao local, o garoto já havia morrido. (Metro1)

Comentários da Notícia: