segunda-feira, 14 de agosto de 2017



O presidente Michel Temer e os ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento) realizam nesta segunda-feira (14) a reunião final que definirá em quanto a meta do déficit primário será aumentada para este ano e para 2018. Segundo informações da Agência Brasil, as duas pastas informaram na última quinta-feira (10) que a decisão seria anunciada imediatamente após a tomada de decisão. O déficit primário é fruto do resultado negativo nas contas do governo, sem considerar os juros da dívida pública. A meta estava fixada em R$ 139 bilhões para este e em R$ 129 bilhões para 2018. A mudança se deverá à queda na arrecadação, além de diversas receitas frustradas, o que dificultou o cumprimento da meta original. Uma das alterações no curso refere-se ao edital do leilão de renovação de concessão de usinas hidrelétricas da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), que terá que ser refeito por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU) e renderia mais de R$ 11 bilhão ao Tesouro. (BN)

Comentários da Notícia: