sexta-feira, 25 de agosto de 2017




Toda a sexta-feira, o encarregado de obras Carlos Leão saia de Ilhéus, no Sul do estado, para retornar para sua casa, na Ilha da Misericórdia, no município de Itaparica, no Recôncavo. Esta semana, no entanto, ele precisou antecipar a volta à cidade para rever a esposa, a administradora Taís Medeiros Ramos Sales, 32 anos, e seu filho, Lucas Medeiros Leão, 2, da pior maneira possível: sem vida.

Vítimas do naufrágio da embarcação Cavalo Marinho I, mãe e filho foram enterrados da tarde desta sexta (25), no cemitério Jardim da Saudade, em Brotas. Assim como outras vítimas do acidente, Taís e Lucas estavam vindo realizar consultas médicas em Salvador. (Correio)

Comentários da Notícia: