quinta-feira, 17 de agosto de 2017


A Polícia Civil de Amargosa cumpriu na tarde de hoje, 17/08/2017, mandado judicial de busca e apreensão domiciliar na residência de Alex Rodrigo dos Santos, no Distrito de Diógenes Sampaio, zona rural de Amargosa, por haver fundadas suspeitas da prática de tráfico de entorpecentes.

Durante a busca domiciliar, os policiais civis aprenderam duas armas de fogo, tipo espingarda, uma garrucha, um simulacro de pistola, além de 05 (cinco) pássaros da fauna silvestre, em poder do genitor de Alex, de nome Adenísio Borges dos Santos, vulgo “Nicinho”.

Os investigadores descobriram, ainda, um esquema criminoso consistente em abrir empresas e fraudar instituições financeiras, sendo o Adenísio Borges dos Santos um de seus integrantes.

Com a ajuda de parceiros do esquema, Adenísio abriu a empresa A Borges dos Santos Bar – ME, fazendo vultoso empréstimo no banco, solicitando cartão de crédito e talão de cheques, que foram dolosamente repassados por outros integrantes da quadrilha de forma fraudulenta.

Com uma certidão de nascimento falsa em nome de Adenísio Moreira Azevedo, o acusado conseguiu em 2014 uma nova identidade, para mais uma vez abrir uma empresa e cometer as fraudes. Embora Adenísio tenha conhecimento do esquema criminoso, o mesmo era uma espécie de “laranja”, onde outras pessoas com maior poder econômico e influência se aproveitava para burlar a lei e angariar dinheiro “sujo”, fato que está sendo investigado pela Polícia Civil de Amargosa.

Adenísio Borges dos Santos está recolhido na carceragem, a disposição da Justiça Criminal. (Polícia Civil)

Comentários da Notícia: