sábado, 5 de agosto de 2017




Policiais civis da Coordenadoria de Operações Especiais (COE) passaram a contar com um recurso de guerra na cruzada contra o tráfico de drogas em Salvador.

Guiados a distância, os chamados drones – aeronaves não tripuladas – têm auxiliado investigadores a mapear e a identificar possíveis rotas de fuga, pontos de venda de entorpecentes, armas e esconderijos em bairros e localidades consideradas áreas críticas da cidade. Atualmente, a unidade policial dispõe de dois equipamentos.

“É um recurso bastante útil, econômico, menor e mais preciso. Principalmente para adentrarmos em áreas mais populosas. Muitas vezes, perdemos tempo procurando um determinado alvo”, detalha o delegado André Viana, coordenador da COE. (ATarde)


Comentários da Notícia: