quarta-feira, 23 de agosto de 2017




A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou, nesta terça-feira (22), a queixa-crime apresentada pelo ator Alexandre Frota contra o deputado Jean Wyllys (PSOL/RJ).

Na decisão, os ministros salientaram que o deputado goza de imunidade para se expressar e disseram ainda que ele não teve a intenção de ofender o ator. A denúncia de Frota foi apresentada com base em um post que Wyllys teria republicado no Facebook em que ele era acusado de estupro.

Na acusação, o ator denunciou o deputado por calúnia e difamação. A defesa Jean Wyllys alegou, contudo, que Frota concedeu uma entrevista que denotava a prática de violência sexual que teria sido cometida contra uma mãe-de-santo. (Metro1)

Comentários da Notícia: