quinta-feira, 3 de agosto de 2017




Após a Câmara dos Deputados rejeitar a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o presidente Michel Temer fez um pronunciamento na noite desta quarta-feira (2), no Palácio do Planalto, onde comemorou a votação dos parlamentares. O processo foi arquivado por 263 votos favoráveis e 227 contrários. Foram registradas duas abstenções e 19 ausências. Temer afirmou que a Câmara representa a população e decidiu de forma "clara e incontestável". "A decisão soberana do parlamento não é uma vitória pessoal de quem quer que seja, mas é uma conquista do estado democrático, da força das instituições e da própria Constituição", afirmou o presidente.

Em seguida, ele declarou que deseja construir um Brasil "melhor, pacificado, justo, sem ódio ou rancor". Na avaliação do peemedebista, "erram" aqueles que, segundo ele, querem "dividir" os brasileiros. "Nosso destino é ser um grande país. É preciso acabar com os muros que nos separam", acrescentou.

Ainda segundo Temer, o país conseguiu "resultados expressivos" na economia e já voltou a gerar novos empregos. "Faremos muito mais ao colocar nossas contas em ordem de forma definitiva e equilibrada", finalizou. (Metro1)

Comentários da Notícia: