sexta-feira, 4 de agosto de 2017




Os testes rápidos desenvolvidos, no ano passado, pelos pesquisadores do laboratório público do estado (Bahiafarma) para as três arboviroses – chikungunya, dengue e zika – serão um dos destaques da 1ª Feira de Soluções em Saúde, que ocorrerá entre 8 e 10 deste mês, no Senai Cimatec (Av. Orlando Gomes, Piatã).

A feira acontece em paralelo ao Seminário Internacional do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), resultado de uma parceria entre a entidade global, o governo do estado, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Unicef e Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb).

Sob expectativa de atrair cerca de 800 pessoas por dia, a ideia é reunir produtos, serviços, estudos, pesquisadores, investidores e representantes da sociedade civil dedicados ao combate, prevenção, diagnóstico e tratamento do trio de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Desde o início deste ano, quando o Ministério da Saúde passou a distribuir os testes sorológicos, mais de seis milhões de dispositivos já foram disponibilizados para estados de todo o Brasil, segundo informações da assessoria de comunicação da Bahiafarma.

Ocorrências

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) registrou, na Bahia, 37.027 casos suspeitos de chikungunya, 7.685 casos prováveis de dengue – que correspondem aos casos notificados, excluídos os descartados, e 1.754 casos suspeitos de zika até o último dia 4 de julho.

Os dados fornecidos pela Sesab equivalem à semana epidemiológica 27, que, até 12 de julho do ano passado, computaram 59.875 casos prováveis de dengue, 51.267 casos suspeitos de zika e 39.835 casos suspeitos de chikungunya.

De acordo com a Sesab, este ano, o coeficiente de incidência da chikungunya foi de 243,5 casas para cada grupo de 100 mil habitantes no estado, enquanto a média de dengue foi de 50,5 casos para cada grupo de 100 mil, e a de zika, de 11,54 casos a cada 100 mil pessoas.

Dos 417 municípios na Bahia, 243 (58,3%) notificaram casos suspeitos de dengue à Sesab. Desses, a região do extremo sul concentra 46,7% dos casos prováveis (1.151). Em meio ao total de casos notificados, 54,8% ocorreram em pessoas do sexo feminino. (ATarde)

Comentários da Notícia: