sexta-feira, 15 de setembro de 2017




O procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a alteração da prisão de Joesley Batista, dono da JBS, e do ex-executivo da empresa Ricardo Saud para preventiva na tarde desta quinta-feira (14), data limite para o fim da prisão temporária. A dupla estava presa desde o último domingo (10).

Para fazer o novo pedido, Janot informou ao ministro relator do caso no STF Edson Fachin que decretou a perda da imunidade penal concedida a Batista e Saud por entender que os acusados omitiram informações da PGR no processo de assinatura do acordo de delação premiada. (Metro1)

Comentários da Notícia: