quarta-feira, 6 de setembro de 2017



Enem é uma das formas de acesso do estudante aos cursos a distância, que, em 2016, matricularam 1,5 milhão de alunos


Quando decidiu ir em busca do diploma, em 2008, o administrador Renato Mendes, 31 anos, sabia que estava fazendo a escolha certa. A flexibilidade dos horários do curso a distância que ele escolheu fazer lhe dava a possibilidade de trabalhar durante o dia como auxiliar administrativo e, à noite, da própria casa, tocar os estudos. Foi, inclusive, do próprio bolso que veio o dinheiro para quitar os boletos dos quatro anos de formação - motivo de muito orgulho para ele.

A opção de Renato pelo ensino a distância tem sido a de muitos outros brasileiros. Em 10 anos, o percentual de participação da educação a distância (EaD) no total de matrículas da educação superior aumentou, de acordo com uma pesquisa divulgada na semana passada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). (Correio)

Comentários da Notícia: