quarta-feira, 20 de setembro de 2017



A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira, 20, uma operação com o objetivo de desarticular um grupo criminoso, que causou prejuízos de quase R$ 1 milhão aos cofres da Caixa Econômica Federal.

Batizada de Operação Inimigo Oculto, a PF cumpre três mandados de prisão temporária e 30 de condução coercitiva. As buscas são realizadas na Bahia, Pará e na Capital Federal. Segundo a polícia, a justiça determinou o bloqueio de aproximadamente R$ 950 mil nas contas dos investigados.

De acordo com a PF, os investigados utilizavam senhas que pertenciam a empregados da Caixa e, desta forma, viabilizavam empréstimos e inserção de dados indevidos no sistema como, rendas fictícias, sem qualquer documento de comprovação.

Conforme a polícia, quando os valores eram creditados nas contas indicadas, eles efetuavam vários saques e transferências para evitar que o banco identificasse e bloqueasse as quantias.

Os investigados serão indiciados por estelionato qualificado, falsificação de documento público, associação criminosa e lavagem de dinheiro. A PF também vai investigar se os empregados da Caixa tiveram participação nos crimes. (A Tarde)

Comentários da Notícia: