domingo, 3 de setembro de 2017



Autores do incêndio deixaram, no local, um galão de gasolina e um isqueiro. Ainda não há suspeitos

Responsável por atender em média 10 mil pessoas por mês, o principal posto de saúde de Ubaíra, no Vale do Jiquiriçá, foi incendiado na madrugada deste domingo (3). Segundo informações da prefeitura local, um galão de gasolina e um isqueiro foram encontrados no interior da Unidade de Saúde João José de Brito, localizada no Centro do município.

O fogo destruiu a recepção do posto, mas não chegou a atingir as salas de atendimento. O caso ocorreu entre 1h e 2h, quando funcionários do Hospital Regional de Ubaíra, que fica próximo ao posto, viram as chamas. Segundo a secretária da Saúde de Ubaíra, Letícia Leal, os próprios funcionários do hospital iniciaram o combate ao incêndio. Moradores próximos, ao perceberem a movimentação, também auxiliaram. Eles utilizaram um extintor de incêndio do hospital e baldes de água para conter as chamas.

A suspeita é que os autores utilizaram uma pedra para entrar na unidade e colocar fogo na recepção. "Encontramos a porta quebrada e uma pedra, grande, dentro da recepção, além do galão de gasolina e do isqueiro. Deixaram todos os vestígios", disse Letícia, ressaltando que o caso foi denunciado à polícia.

As investigações serão de responsabilidade da delegada titular de Ubaíra, Ivia Vidal. Neste domingo, integrantes do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foram ao local para realizar a perícia. Ainda não há suspeitos, segundo a polícia.

De acordo com a secretária, o fogo destruiu o ar condicionado, cadeiras, bebedouro e parte da parede da recepção. Ainda não há, segundo Letícia, estimativa de prejuízo. Ela revelou também que as obras de reconstrução da recepção começam já nesta segunda-feira (4).

"Enquanto isso, vamos montar uma recepção provisória do lado de fora da unidade para não deixar as pessoas sem atendimento", afirmou. No posto, são realizados atendimentos de diversas especialidades, como cardiologia, ortopedia e oftalmologia. (Correio)

Comentários da Notícia: