sábado, 2 de setembro de 2017




Preocupado com a possibilidade do procurador-geral da República, Rodrigo Janot apresentas uma segunda denuncia contra ele, o presidente Michel Temer está estudando antecipar o seu retorno da China para o Brasil. As informações são do portal G1.

O peemedebista está discutindo com auxiliares se participa de toda a programação na China ou se retorna antes do encerramento da cúpula do Brics (bloco dos chamados países emergentes, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que está sendo realizada desde domingo (3) e se estende até a terça-feira (5), na cidade de Xiamen. Nesta sexta, ele teve encontro com o presidente Xi Jinping, com quem assinou acordos bilaterais.

A preocupação com o impacto da segunda denúncia foi tanto que Temer disse a assessores que poderá está no Brasil ainda na terça.

Comentários da Notícia: