• Amargosa: Presidente do Sintracal fala sobre o processo de pagamento das rescisões para os ex-funcionários da fábrica de calçados

    Repórter: AmargosaNews.com
    Publicado: segunda-feira, 2 de outubro de 2017
    A- A+
    A equipe de reportagem do site Amargosa News entrou em contato com Jeane Costa, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias e Empresas de Fabricação de Produtos, Montagem de Calçados e seus Componentes do Estado da Bahia (Sintracal), para saber como anda o processo de pagamento das rescisões dos ex-funcionários da fábrica de calçados Daiby, que suspendeu as suas atividades em Amargosa no mês de setembro do ano passado.

    Sobre o pagamento das rescisões dos trabalhadores, Jeane esclareceu que o Sintracal encaminhou para a Justiça do Trabalho, em Santo Antônio de Jesus, logo após a última assembléia realizada no dia 15 de agosto, um pedido de liberação de um valor que já está depositado em uma conta na Justiça do Trabalho. Este valor corresponderia a 17% do total da dívida. A presidente ressaltou que, logo após ter sido feito este novo pedido, a Juíza responsável pela condução do processo precisou se afastar por conta de problemas de saúde, o que resultou em mais um atraso.

    "Infelizmente os processos não são tão simples e dependem de despachos da juíza. Assim que ela estiver restabelecida, vamos levar um grupo de trabalhadores para conversar e apresentar as dificuldades diárias que estão enfrentando. Vamos cobrar mais empenho e resolutividade no andamento destas ações que só dependem dela", pontuou a presidente do Sintracal.

    Questionada sobre uma previsão para a implantação da Ferracini, a presidente afirmou que o último contato que teve com a empresa foi em relação à compra do maquinário. Segundo ela, existem duas vendas deste tipo que aguardam a efetivação da Justiça, uma delas é referente a Ferracini. A reforma dos galpões continua sendo executada, mas de acordo com a presidente do Sintracal, não há um posicionamento oficial sobre uma data prevista para a abertura da Ferracini. Da Redação
  • Comentários