segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Na última quinta-feira (19), enfermeiros das cidades de Santa Inês, Cravolândia e Ubaíra realizaram uma manifestação contra uma liminar expedida pela justiça que impede enfermeiros de prescrever medicamentos, realizar consultas e solicitar exames.

Com cartazes e roupa preta, os profissionais usaram um carro de som para alertar a população e convocá-lo a participar do movimento. O manifesto foi apoiado pela equipe do Serviço Móvel de Urgência – SAMU, Secretaria de Saúde, Educação, Agentes Comunitários de Saúde e Endemias, funcionários da prefeitura e pela Câmara de Vereadores, que estava representada pelo presidente Marcelo Andrade do Solidariedade.

A decisão foi proferida há duas semanas pelo juiz federal Renato Borelli, substituto da vigésima vara do Distrito Federal. O juiz entendeu ser ilegal que o enfermeiro exerça tais funções porque, segundo ele, elas vão além do que permite a lei da profissão do enfermeiro. (Mídia Bahia)

Comentários da Notícia: